31 de ago de 2011

UNDERCUT

Adequar-se as tendências é uma tarefa que requer observação e análise. É fato que as tendências são influentes nas mudanças temporárias de mobiliário, calçados, vestuário, maquiagem e, sobretudo nos cortes de cabelo. O cabelo é sem dúvidas, um dos principais influentes na divulgação de um estilo e identidade.

Quando o assunto é identidade capilar, nada mais claro na atualidade que o Undercult.

O Undercut é o corte onde as laterais ou parte de trás é raspado e o comprimento no topo é maior. O corte não é uma novidade (surgiu nos anos 70), mas só agora tem se difundido em terras tupiniquins.

O corte que nos primórdios foi considerado alternativo, tem se alastrado de diferentes formas e em diferentes públicos. Do underground a itgirls, o estilo é o "top hair" do momento.

O corte é inspirado no movimento punk e tem influência de David Bowie, mas quem realmente divulgou o Undercut por aqui foi a modelo Alice Dellal. Na Europa e América do Norte o corte já é top há algum tempo e muitas celebridades já assentiram ao "hair style": Rihanna, Melanie B, Carmen Electra, Kelly Osborne, Agyness Deyn, Cassie Ventura, Eve, Willow Smith...

Independente da ratificação do Undercut, o que podemos afirmar é a autenticidade do corte e o estilo peculiar de quem usa. Cabelo é arremate de qualquer look e UNDERCUT é TREND HAIR!








25 de ago de 2011

24 de ago de 2011

ILUSTRAÇÃO - Arturo Elena

O espanhol Arturo Elena começou sua carreira na década de 80 como ilustrador de coleções da Bambu e Daniel G. Desde então tem se destacado pela excelência e peculiaridade de seu trabalho.

Desde 1998 é professor permanente de Ilustração de Moda no “Instituto Europeu de Design" em Madrid e Barcelona, onde tem realizado periódicas mostras de seu trabalho.

Em 2001, o Ministério da Cultura Espanhol adquiriu 15 de seus trabalhos para permanência no Museu do Vestuário CIPE, mesmo museu que em 2009 reuniu 52 de seus trabalhos para a mostra “Arturo Elena - 25 Anos de Ilustração de Moda”.

Arturo que já ilustrou diversas revistas e livros, se destaca pelos trabalhos apresentados à Telva, Elle, Mujer Hoy, Yo Donna, Máxima (Portugal), Angeline´s (França), Snitt (Noruega), K9 (Ucrânia), Vision (China), X Funs e DPI (Tailândia).

Não se restringindo à mídia impressa, trabalhou com importantes e influentes nomes da moda contemporânea: Loewe, Chanel, Roberto Verino, Victorio & Lucchino, Lemoniez, Custo Barcelona, Rafael Matías, dentre outros.

Em 2002 a Associação de Revistas Informativas, concedeu-lhe o prêmio ARI de Ilustrador do Ano e em 2006 recebeu do Club de Marketing Aragón, o prêmio especial por sua trajetória profissional.












22 de ago de 2011

GUCCI - Inverno 2012

Sofisticação é a síntese da campanha F/W 2011-12 Gucci.

A campanha fotografada por Mert Alas e Marcus Piggot é estrelada por Abbey Lee Kershaw, Joan Smalls, Emily Baker, Sigrid Agren, Lenz Von Johnston, Anthon Wellsjo e Duco Ferwerda.

Frida Giannini, diretora criativa da marca, mostra sensualidade e domínio na dose exata, provando que elegância e glamour podem se contrapesar.

Além de roupas, a campanha enfatiza a linha de sapatos, bolsas e óculos da marca.















12 de ago de 2011

FOTOGRAFIA - Anna Di Prospero

Anna Di Prospero, natural de Roma, nasceu em 1987 e mora atualmente na Itália. Estudou fotografia no Instituto Europeu de Design e na escola de Artes Visuais de Nova York. Em 2008 foi nomeada no Festival Internacional de Fotografia de Roma para uma mostra individual na Galeria Gallerati. Em 2009 ganhou o Prix Boutographies Exchange ao participar do FotoLeggendo Festival e em 2010 foi selecionada para o Seminário Internacional de Fotografia Reflexions-Masterclass.

O trabalho vanguardista e nostálgico de Anna di Prospero está em total ascensão e vem despertando diversas percepções através do uso lúdico das cores, atrelado a sua perspectiva modernista e singular.

Iniciando a carreira com tanto talento, é fato que Anna será de grande valia na história da fotografia contemporânea e se destacará pela identidade peculiar de seu trabalho. Os auto-retratos se destacam perante o seu rico e extenso trabalho que inspira pela apresentação fantasiosa e hipster.