27 de nov de 2011

FOTOGRAFIA - Terry Richardson

Terrence (Terry) Richardson nasceu em Nova York em 1965. Foi baixista da banda The Invisible Government por 5 anos. Após a separação dos integrantes, foi apresentado ao fotógrafo Tony Kent, que o contratou como assistente.

Assistente de fotografia foi só o começo. Atualmente Terry Richardson está entre os 5 fotógrafos de moda mais cotados no mundo. Seu modo característico de trabalho expõe o que a maioria quer esconder. A luz imperfeita, o mundano, a má conduta e a falta de pós-produção são incisos coevos em seu trabalho.

É comum nos editorias dirigidos por Terry, a exposição de modelos fora do padrão comum, abordagens sexuais, celebridades do submundo ou mesmo grandes nomes em situações explícitas e constrangedoras. Com tais distintivas, assegura a cada apresentação de trabalho que adentrou na história da moda para exaltar.

Terry Richardson tem 13 livros publicados. Dentre eles um em homenagem ao Rio de Janeiro, designado “Rio, Cidade Maravilhosa” lançado em dezembro de 2007. É responsável pelas mais polêmicas campanhas de Tom Ford, Sisley, Segio K e Jimmy Choo. Colaborador estável das principais publicações de moda, tem importantes trabalhos na Vogue, Vice, Harper’s Bazaar, Penthehouse, The Face e GQ.

Seu aspecto chocante, mostra desde os anos 90 matéria de grande importância para a história da fotografia de moda.

Auto-Retrato

Robin e Batman

Blake Fielder Civil e Amy Winehouse

Amber Rose e Kenye West

Francois Sagat (Out Magazine)

Tom Ford Eyewear Fall Winter 2009/2010

Jessica Stam


Justin Bieber

Justin Timberlake (Futuresex - Lovesounds)

Lady Gaga (Lady Gaga x Terry Richardson)

Marlon Teixeira (Rio, Cidade Maravilhosa)

Steven O (Jackass)

Lindsay Lohan

Macaulay Culkin

Dercy Gonçalves (Rio, Cidade Maravilhosa)

Sergio K Spring Summer 2011

Sisley Fall Winter 2010

17 de nov de 2011

SAPATOS - Shoestyle

“Oh sapatos! Sapatos são meu pesadelo e eu os amo. Eu tenho muitos, muitos pares. Guardo em uma biblioteca enorme, todos juntos! Louboutin, Prada, Yves Saint Laurent, Gucci... Na minha biblioteca, no lugar de livros tenho sapatos!”

Nos primórdios da história os sapatos serviam como proteção para os pés, com o passar do tempo (assim como as roupas), transcenderam sua função primordial e atualmente são considerados como artigo de moda e um dos principais adornos na opinião feminina.

Segundo a história, Maria Antonieta, em meados de 1780, possuía um criado exclusivo para cuidar de seus 500 pares de sapatos exclusivos: catalogados por modelo, data e cor.

Um dos itens de maior desejo e de inexplicável cobiça, podemos afirmar com total veemência, que sapatos nunca são suficientes. 100, a cada 100 mulheres, precisam neste momento de um novo par.

No artigo “Sapato, muito mais que um item do vestuário, uma extensão da psicologia da mulher”, Sheila Cristina Silva de Aragão Caetano, analisa a relação dos sapatos e da mulher com base na teoria freudiana “Primado de Afetividade” concluindo que a própria história do calçado é um fator causador de retenção psicológica pelo item.

Sexo em caixa. Era isso. De dar arrepios na espinha, de parar o coração, prazer mundano dentro de uma caixa...

A dívida ia ter que pegar seu lugar na fila como muitas outras. Nesse meio tempo, Lorna teria esses Delman plataforma, alça no tornozelo e dedinhos pra fora para reconfortá-la. Ela podia andar no fogo do inferno se precisasse, desde que estivesse usando sapatos maravilhosos. (HARBISON, Beth. Sapatólatras Anônimas, 2008, Cap. 1.)

Alexander McQueen

Miu Miu

Lanvin

Balenciaga


Fernando Pires

Yves Saint Laurent

Louboutin

United Nude

Charlotte Olympia Ninivah

Jimmy Choo

Valentino

15 de nov de 2011

EDITORIAL - Hipstyle

Hipstyle
DES-envolver 2011
Coleção: Hand Made Digital - Isabela Guimarães
Model: Beatriz Fenerich - Ian Corrêa - Juliana Rodrigues
Photo: Takin Rodrigues






10 de nov de 2011

VICTORIA'S SECRET FASHION SHOW

Apresentado no último dia 09 em Nova York, o mais ambicionado evento da moda mundial: o Victoria's Secrert Fashion Show 2011/2012. Como de costume, o evento causou alvoroço, disseminou glamour e mostrou na passarela os nomes mais cobiçados da moda, além das lingeries mais sexy’s do planeta.

O Brasil mais uma vez, liderou o casting selecionado para o desfile show com as tops Adriana Lima e Alessandra Ambrósio. Nomes consagrados como Anja Rubik, Miranda Kerr, Chanel Iman, Constance Jablonski, Candice Swanepoel, Joan Smalls, Izabel Goulart e Doutzen Kroes também caminharam pela passarela coberta de glitter.

No total, foram 38 modelos e 69 looks divididos em 6 temáticas: Ballet, Super Angels, Passion, Angels Aquatic, I Put A Spell On You e Club Pink.

A trilha sonora ficou por conta de Adam Levine (Maroon 5), Kenye West, com a participação surpresa de Jay-Z e a excêntrica Nick Minaj.

Um dos looks usados por Miranda Keer durante a apresentação expôs um sutiã avaliado em U$$ 2,5 milhões. A peça ornada com 3400 pedras preciosas e 142 quilates de diamantes, encheram a top de orgulho: “É uma honra desfilar com este sutiã. É um trabalho de arte muito bonito... Ele é estonteante, e lembra uma sereia. Mas eu mal posso acreditar que estou usando US$ 2,5 milhões em meus seios"

Segundo especulações, a edição apresentada no Lexington Avenue Armory, foi a mais ostentada na história da marca. O orçamento foi em torno de U$$ 12 milhões.












Miranda Keer - Sutiã avaliado em U$$ 2,5 milhões

9 de nov de 2011

Sugestão - “A Moda – O Século dos Estilistas”


Um epítome dos cardeais nomes e influencias que distinguiram a moda entre 1900 e 1999.
Parte da história de Paul Poiret, Madeleine Vionnet, Mademoiselle Chanel, Nina Ricci, Pierre Balmain, Valentino, Paco Rabanne, Kenzo, Alexander McQueen, Yohji Yamamoto e muitos outros nomes de extrema importância, nesta imperdível obra.

Estilistas e personalidades, em um riquíssimo arquivo com fotos e relatos que atrelam a moda à própria história da sociedade.

“Este livro mergulha no universo fascinante da moda e acompanha um desenvolvimento cronológico que abrange todo o século XX, sem excluir nenhum dos aspectos determinantes que marcaram o seu desenvolvimento histórico.
Contém um extenso apêndice, com um glossário ilustrado, os endereços das escolas de moda mais prestigíadas e um índice detalhado, completa esta obra.”

“A Moda – O Século dos Estilistas – 1900 – 1999”
Charlotte Seeling
Editora Könemann - 2000 – 655 páginas
R$ 209,90