16 de fev de 2011

Definindo MODA CONCEITUAL

Moda Conceitual é uma forma de linguagem artística utilizada para expressar criatividade, provocar questionamentos e transmitir opiniões. Serve como referencial apontando tendências de consumo e tendências de comportamento, além de evidenciar detalhes importantes.
.Forte ferramenta de divulgação e afirmação de idéias, o conceito está muito além da moda, atingindo diferentes âmbitos, como a arte, a arquitetura, a publicidade, a música, dentre outros.
.A Moda Conceitual é um estágio criativo que oferece espaço para novas possibilidades. O mercado, ávido por novas formas, soluções e idéias inovadoras exige um diferencial em seus produtos. Interpretando as diversas mensagens que os acontecimentos diários comunicam, estas profusões de informações globais podem ser um ponto inicial para obter novas idéias criativas.
.Muitas vezes, a Moda Conceitual é divulgada cercada de amplas produções: cenários, iluminação estratégica, sonoplastia de efeito, maquiagens e cabelos que ajudam a avigorar o conceito, ratificando o clima pretendido pelo criador. Esta produção faz o espectador cessar, refletir e sentir-se instigado, porém, nem sempre o criador é compreendido (e nem sempre é para ser).
.Parece paradoxal falar de uma moda que não está ali pronta pra ser usada e consumida, já que uma das características deste seguimento é sua efemeridade e transformação acelerada. De tal modo, podemos afirmar que a Moda Conceitual é um dos sustentos que fornece novas idéias a indústria do vestuário e o conceitual não é só algo estranho, é tudo aquilo que apresenta uma carga de linguagens atreladas ao seu contexto de criação e imagem.
.


As imagens acima são da coleção apresentada por Jum Nakao em 2004 no SPFW. O desfile impactante e com elevado teor artístico tornou-se referência mundial de Moda Conceitual. Em 2005, ano do Brasil na França, Jum Nakao foi convidado para expor o trabalho na galeria Lafayette em Paris como parte das comemorações. No mesmo ano, as 700 horas de produção da coleção foram documentadas no livro/DVD “A Costura do Invisível”.

Um comentário: