10 de fev de 2011

Definindo MODA

Com o surgimento da indumentária na pré-história, nasceu a cultura de Moda. Isso por que além de funcionalidade contra adversidades atmosféricas, a vestimenta desde este momento apresentava linguagens e contextos que refletiam o modo de vida, cultura coletiva, status e expressava muito sobre o indivíduo que a trajava.
.
Pensando em Moda exclusivamente como roupa e acessórios, podemos distingui-la de acordo com observações futuras da indústria que a move: as grandes indústrias de corantes, de sintéticos, de algodão, seda, lã, etc. Neste caso os produtos são desenvolvidos de acordo com disponibilidade de matéria prima no mercado e direcionados a determinados grupos de pessoas, respeitando as características culturais e seguindo as tendências de moda, consumo e comportamentos globais.
.
Com aceitação deste produto no mercado, sua concretização como item característico durante o período de sua vigência, podemos concluir que é um artigo de MODA.
.

A Moda em um conceito mais amplo, sempre esteve em pacto com os anseios da sociedade, acompanhando a linha do tempo, a evolução humana, caracterizando períodos históricos e refletindo diretamente nos hábitos da sociedade.
.
O que podemos afirmar com veemência, é que os sentidos da palavra MODA vão muito além do bucólico uso das roupas no dia-a-dia, ampliando-se em todo fato que caracteriza um determinado período ou grupo de pessoas. Desta forma podemos distinguir como Moda todo o ciclo de acontecimentos globais que refletem nos hábitos sociais: política, economia, tecnologia, arte, arquitetura, cinema, música, comportamento, religião, etnias e a própria indumentária.
.
Podemos titular como Moda os fenômenos culturais temporários que padronizam a sociedade de um determinado tempo e logo se transformam de acordo com a necessidade de diferenciação, status, crenças, evolução e individualização.

Nenhum comentário:

Postar um comentário